Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Boneca de Cristal

A Boneca de Cristal

Ter | 14.03.17

Fui assediada...

Realmente, acho muito complicado imaginarmos que entre ser a Jasmin (um exemplo de uma princesa da disney) ou Alladin, alguém vá preferir andar de boleia no tapete magico. Não, eu quero a lâmpada, o génio e, sobretudo, o tapete voador para mim.

Ambiciosa? Talvez, mas porque não deveria sê-lo? ou porque deveria ambicionar apenas andar de boleia se posso ter o meu próprio transporte para a liberdade.

Para os homens assediadores de rua não há limites de idade embora prefiram abordar meninas jovens. Acho que comecei a ser assediada por estranhos, em ambientes públicos,por volta dos 13 anos. Ao contrario dos casos que muitas amigas me contam nunca sofri algo alem das vulgares cantadas, inúmeras  variedades delas.

- Ai tantas curvas e eu aqui sem travões, (gritaram do outro lado da rua).

 Senti-me envergonhada perante tamanha falta de educação, como que tudo que acreditava ser educação fosse uma parvoisse, foquei o olhar naquela linda paisagem e continuei o meu percurso, com raiva sei la de quem, afinal tratava-se de um estranho alguém que nunca tinha visto. 

O que será que isso nos faz sentir? Ao contrario do que muitos homens pensam, nos mulheres não nos sentimos prestigiada ou enaltecida ao ser assediada na rua por um homem que ela não conhece de lado nenhum e também não tem a intenção de conhecer.

Não nos vestimos para agradar aos desejos sexuais dos homens, por isso não nos interessa quais são as suas opiniões ou desejos diante do nosso corpo, simplesmente porque não somos corpos, somos pessoas, que temos sentimentos e, também medos.

9 comentários

Comentar post